terça-feira, 16 de abril de 2013



Tenho visto muita gente reclamando de evangélicos que não param de tentar converter a todos. Por mais que eu não queira ser evangelizado, entendo que isso é o certo pra quem é religioso e quem se diz religioso e não faz isso é que está errado.

Porque evangelizar é o trabalho primeiro de todo o que crê em alguma coisa, evangélico ou não. Isso é uma das principais características da religião, sendo uma mais ativas que outras. A guerra santa e as cruzadas são exemplos de esforços mais agressivos na conversão de povos dominados para a religião dos dominantes, mas isso é muito mais comum e antigo do que você pode supor.

Perceba que eu não estou concordado ou discordando disso. Os métodos dos evangélicos é que devem te incomodar. Por exemplo, agora mesmo estou tentando te convencer de algo, apenas não é religião. Lembro-os que sou deísta.

Muitos religiosos hoje só o são da boca pra fora. O religioso de verdade precisa fazer isso, principalmente o cristão. Veja o que diz esses versículos sobre a evangelização:

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século." (Mateus 28:19-20)

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos16:15)

Veja que, segundo a Bíblia, todo cristão – católico, evangélico ou espírita – deveria tentar evangelizar todo mundo o tempo todo. Pode ser que o pastor de certo evangélico seu conhecido esteja realmente querendo mais gente para extorquir, mas o princípio foi escrito há muitos séculos por homens tidos como inspirados por Deus.

Então não me venham dizer que evangélicos estão errados por serem chatos com isso de evangelização. Eles, ao menos, são fiéis às suas crenças.

Um comentário:

Nilsandra Silva disse...

Acho que existe um limite que muitos evangélicos FANÁTICOS não respeitam, e é disso que não gosto. Cada um tem o livre-arbítrio pra escolher que caminho seguir, as consequências serão para a própria pessoa, porém isso não é respeitado e a pessoa é condenada por esses que se acham os donos da verdade só porquê tem a bíblia decorada e interpretada ao pé da letra coisa que lhe foi colocada pela igreja como uma espécie de lavagem cerebral. Por isso se você quer ser meu amigo mesmo, respeite minha opinião e não venha querer me converter a sua religião, sem nem você mesmo presta de verdade. Mando logo se fuder sem pestanejar!!!